Explicação do método das três cartas da Madame Ester


Este sistema é muito simples, de resposta "Sim" ou "Não" e através do qual se pode obter de forma rápida um eqnuadramento a respeito de uma determinada situação.
A resposta de "Sim" ou "Não" obtém-se mediante a interpretação da segunda e terceira carta. Se a resposta indicada por cada uma dessas duas cartas for negativa, então a interpretação deverá ser "Não".
Se ambas indicarem uma resposta afirmativa, a resposta será "Sim".
Se finalmente, uma das duas cartas indicar uma afirmativa e a outra uma negativa, irá contar a terceira carta, mas, nesse caso, o valor do "Sim" ou do "Não" será menos reforçado. 

EXEMPLO DE INTERPRETAÇÃO

7 de Paus: No momento presente o consulente encontra-se empenhado em algo que lhe irá permitir melhorar a sua própria situação profissional. Pode tratar-se de um curso de reciclagem ( Valor intelectual do Sete de Paus  ), de uma negociação ou de uma breve viagem. 
Rei de Ouros: Em posição de obstáculo, denota a presença de um superior hierárquico, tal como um chefe caraterizado como alguém que goza de uma situação económica próspera, o qual, no entanto, não terá a intenção de conceder um aumento de salário ao consulente, ou de reembolsar a este último as despesas necessárias para a viagem ou para o cursode reciclagem. Para além destas possibilidades, o obstáculo corresponderá, de qualquer forma, a um problema ligado ás finanças ou aos investimentos dependentes de uma autoridade superior. No caso de estar em curso uma negociação com o empregador no sentido da obtenção de um aumento de salário ou algo semelhante, então afigurar-se-ão dificuldades. 
Ás de Espadas: Enquanto carta reveladora do futuro, remete para a forte determinação do consulente, que fará de tudo para obter aquilo a que aspira; contudo, será conveniente que este tenha uma certa contenção nos seus actos para nao incorrer em conflitos ligados á gestão do poder.

Retirado deste excelente livro:
A arte de interpretar as cartas - Madame Esther 

Sem comentários:

Enviar um comentário